Fundación BBK

Bihar, escolhendo o amanhã.

Com base no facto de o nosso estilo de vida e as nossas decisões delineiam o futuro, a BBK, agente líder socioeconómico, inovador, aberto, eficaz e solvente em Biscaia, apresentava um novo plano estratégico que visava continuar a manter e otimizar o Estado de Bem-estar na região e fomentar a competitividade sustentável e os seus efeitos presentes e futuros para a sociedade através de uma série de ações que ajudarão a educar, sensibilizar e consciencializar a sociedade para este facto.

Para mostrar a aposta da BBK em modelos mais sustentáveis, partimos de uma preocupação persistente na sociedade, especialmente entre os jovens: as alterações climáticas e o futuro do nosso planeta. Um futuro que, para 75% dos jovens, é aterrador, e até mesmo para 56%, a humanidade “já está condenada”. Um pensamento que provocou um sentimento de derrotismo e a falsa crença de que tomar decisões sustentáveis no nosso dia-a-dia é inútil. Assim, para despertar uma sociedade adormecida, a BBK tinha a necessidade de materializar a forma como, com cada uma das nossas decisões, escolhemos o futuro, agitando consciências, através de uma campanha com a qual os cidadãos se identificassem.

Para inspirar o debate social, decidimos fazer um apelo à atenção instalando a escultura viva de uma rapariga na Ria de Bilbao, pensada para aparecer e desaparecer de acordo com as subidas e descidas das marés. A escultura, criada em conjunto com o artista hiper-realista mexicano e criador de Invisibile Soledad, Rubén Orozco, pretendia servir de metáfora para representar o futuro das gerações e a forma como, com cada ação que realizamos, escolhemos o amanhã. A Ria de Bilbao desempenhava um papel fundamental na peça porque as subidas e as descidas das marés dependia do que o espetador ia ver, se a cabeça de uma rapariga à tona ou afundada. Para tornar isto possível, foi feito um trabalho de análise das marés na Ria para determinar o tamanho que a cabeça tinha de ter.

Esta cabeça não era apenas uma obra de arte, mas destinava-se a servir de teaser para a curta-metragem de ficção em que o cenário possível de Bilbao futurista é explorado em profundidade. Uma história distópica, mas baseada em previsões com o objetivo de apelar à aposta na competitividade sustentável.

Com a atenção das pessoas centrada na rapariga que tinha aparecido no meio da Ria, revelámos o que era, anunciando a apresentação da curta-metragem protagonizada pela mesma rapariga da escultura.

Bihar, que significa “Amanhã” em basco, é a personagem principal da história: uma rapariga nascida em 2020 durante a pandemia do Covid-19, e que vive numa sociedade que está lentamente a desmoronar-se à medida que envelhece a cada ano. Uma curta-metragem futurista e distópica que percorre os diferentes momentos da sua vida enquanto luta e enfrenta situações que a levam ao limite e que, apesar de ser inacreditável hoje em dia, são retratadas de uma forma totalmente realista no futuro. Esta curta-metragem é um exercício de reflexão, uma forma de observar o que está a mudar hoje e, mais importante ainda, uma forma de vislumbrar o que poderia ser se continuássemos apegados a modelos não sustentáveis.

Para tornar esta história futurista realista, era necessário construir a história em cenários credíveis e prováveis. É por isso que estamos inclinados para a prospetiva, campo que procura gerar conhecimento sobre o futuro, para poder tomar melhores decisões no presente. Neste sentido, contamos com a colaboração de um dos profissionais futuristas mais reconhecidos em Espanha, Jordi Serra, que, após vários meses de pesquisa e análise de tendências, nos ajudou a determinar e estabelecer uma série de acontecimentos que o nosso protagonista Bihar viverá no futuro.

Impacto.

Em termos de resultados, Bihar viajou pelo mundo, obtendo cobertura tanto nos principais meios de comunicação social nacionais como internacionais.

Alcance: +3000 impactos nos media e na imprensa, com 30% de cobertura internacional, com presença em 75 países diferentes, e uma audiência de +200 000 pessoas, com um AVE de 5 milhões de euros (+87% em KPI).

A notícia da estreia da curta-metragem tornou-se viral nas redes sociais em todo o mundo, com mais de 300 milhões de visualizações.

Devido ao seu enorme sucesso, o filme foi transmitido em horário nobre no principal canal de televisão do País Basco, eitb.

Sentimento: 100% positivo

O projeto permitiu à Fundação BBK estabelecer relações tanto com organizações e instituições nacionais como internacionais, pois interessaram-se pelo projeto (AVAAZ, Governo do País Basco, Greenpeace...)

“A BBK está, há mais de 100 anos, empenhada no desenvolvimento e contributo para a sociedade de Biscaia e acreditamos firmemente que ignorar o futuro não é uma opção. Por isso, este projeto deriva do sentimento de responsabilidade que temos para com as gerações futuras e da vontade de o estender a toda a sociedade. Com esta escultura, queremos que as pessoas se identifiquem e reflitam sobre o facto de que, a cada decisão que tomamos, escolhemos se nos afundamos ou nos mantemos à tona”.

Xabier Sagredo Ormaza
Presidente da BBK

Casos relacionados

Los Cabos
IDEAS
23 Jun 2022

A PROMESSA DO METAVERSO

Desde que, em outubro de 2021, Mark Zuckerberg anunciou a mudança de nome do Facebook para Meta, não pararam de surgir notícias relacionadas com a palavra (do ano?) metaverso. Porém,...
16 Jun 2022

A REVOLUÇÃO DAS FORMAS DE TRABALHO

A pandemia revolucionou a forma como trabalhamos e compreendemos a relação entre as pessoas e as empresas. Uma nova era marcada pela flexibilidade, equilíbrio entre a vida profissional e...
25 May 2022

UNO 38: Recuperar para Transformar

A recuperação da pandemia é um enorme desafio para a maioria das economias do mundo. O fim da fase mais aguda da COVID-19 coincidiu também com a invasão russa...
12 May 2022

o dataísmo: a economia que adora dados, mas não os utiliz...

Os dados e a sua exploração, graças à tecnologia, permitiram grandes realizações na ciência médica permitindo avanços incríveis no desenvolvimento de novos tratamentos e medicamentos, mas também na economia,...

Queremos colaborar consigo

Procura resolver um desafio?

Quer fazer parte da nossa equipa?

Quer que participemos no seu próximo evento?